PNCE - Plano Nacional da Cultura Exportadora


Produtores de arroz vão à feira Foodex Sadi, na Arábia Saudita, à procura de novos mercados


Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
10 novembro 2017 - 07:31

Ana Cristina Dib

Brasília – Indústrias orizícolas estão de olho no mercado do Oriente Médio e, por isso, vão mostrar todo o potencial do arroz brasileiro em uma feira na Arábia Saudita. A participação delas na feira Foodex Saudi, em Jeddah, de 12 a 15 de novembro, é promovida pelo projeto Brazilian Rice – uma iniciativa da Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz) e da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para o incentivo às vendas de arroz do Brasil no mercado internacional.

A Foodex Saudi é uma feira focada em alimentação que reunirá, nesta edição de 2017, 32 países, 214 expositores e 520 marcas. A Arábia Saudita é um dos mercados-alvo do projeto e está entre os dez principais compradores de arroz do Brasil. É um país com potencial de compra de 10 mil toneladas por ano do cereal brasileiro.

Além disso, o país é o maior mercado de alimentos do Oriente Médio. Prevê-se, segundo a organização do evento, que as importações de alimentos e bebidas aumentem até US$ 34 bilhões em 2020 contra os atuais US$ 21 bilhões.

Quatro indústrias brasileiras participarão da mostra, em estande coletivo do projeto Brazilian Rice: Arrozeira Pelotas, Camil Alimentos, Josapar e Nelson Wendt.

Esta será a primeira participação brasileira no evento. “No ano passado realizamos uma prospecção nesta feira que identificou o potencial deste mercado e então, agora, estamos promovendo esta ação comercial focada e os empresários estão com muitas expectativas positivas”, afirma o gerente do projeto, Gustavo Ludwig.

 A participação brasileira contará também com uma ação especial de cocção e degustação de arroz, mostrando os diferenciais de cocção e sabor do arroz brasileiro.

(*) Com informações da Apex-Brasil

Avaliação
0 avaliações

Comentários Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.