PNCE - Plano Nacional da Cultura Exportadora


Governo avalia reduzir taxas de importação
Medida seria válida para máquinas e equipamentos, setor de informática e telecomunicações


Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços
23 março 2018 - 08:09

-BRASÍLIA- Uma proposta polêmica começa a ganhar forma entre integrantes da equipe econômica: uma ampla redução de tarifas de importação (de 14% para 4%, em média) para bens de capital (máquinas e equipamentos), informática e de telecomunicações. A ideia, cujo objetivo, entre outras coisas, é estimular investimentos no parque industrial brasileiro, chegou a ser colocada na pauta da reunião de ontem do Comitê Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex), mas acabou não sendo discutida. Segundo fontes do governo, a baixa atingiria cerca de dez mil itens.

 

Um dos argumentos contrários é que o Brasil pode ser enfraquecido nas negociações de acordos de livre comércio, como o que está sendo fechado entre Mercosul e União Europeia. Isso porque a queda das tarifas poderia ser usada como barganha para maior acesso das exportações brasileiras ao mercado europeu. EMPRESÁRIOS CITAM CUSTO BRASIL Outro argumento é que o produto fabricado no país já sofre com a concorrência, devido ao custo Brasil, que deixa o bem de 25% a 35% mais caro do que o importado. Empresários do setor de bens de capital afirmam que a medida prejudicaria fortemente a indústria nacional.

 

- Isso não está sendo debatido com a sociedade e pode destruir a indústria nacional de máquinas e equipamentos. Estamos sabendo dessa proposta por terceiros - disse ao GLOBO o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), José Velloso.

 

Atualmente, existe um mecanismo que permite a redução da tarifa de importação de bens dessas três categorias de itens, desde que não haja produção nacional. Conforme técnicos envolvidos na discussão, não está claro se essa redução de tarifas - que contaria com o apoio do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles - teria algum tipo de restrição, ou ocorreria de forma linear, atingindo todos os tipos de produtos, incluindo os que são fabricados no Brasil. (Eliane Oliveira)

Veículo: O GLOBO - RJ

Avaliação
0 avaliações

Comentários Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.